Você Ama,
A Via Terapêutica Cuida!!!


(31) 99951-1010

  • Profissionais

            A equipe do grupo Via Terapêutica é formada por excelentes profissionais, com uma vasta experiência em dependência química e saúde mental. São profissionais que interagem com o residente no sentido de conscientizá-lo e melhorar sua forma de ver e viver a vida. Médicos psiquiatras, psicólogos, enfermeiros, Terapeutas, Conselheiros em Dependência Química ou seja, todos nós da equipe só temos um objetivo: Levar o residente a descobrir uma nova maneira de viver.
            Nosso Objetivo: Oferecer com excelência, soluções terapêuticas no processo de reabilitação da dependência química, transtorno emocionais e mentais, visando a restauração da saúde e o respeito a si próprio e com isso exceder as expectativas de nossos residentes, fornecendo soluções diferenciadas e de qualidade superior na busca constante de equilíbrio espiritual, moral e social de todos que se encontram sob nossa tutela.

    Saiba Mais

    Atendimento Individualizado

            O atendimento individualizado visa propiciar eficácia ao tratamento da Dependência Química. Cada paciente tem necessidades e contextos específicos que devem ser considerados e incorporados ao tratamento.
            Dessa forma, contemplamos o princípio do N.I.D.A (National Institute on Drug Abuse) que diz “Nem todo tratamento é para todos”.
            Essa individualização aumenta as chances de engajamento e maior aderência do paciente ao tratamento.

    Saiba Mais

    Via Terapêutica

            A Dependência Química é uma doença complexa. Isso significa que existem alterações do funcionamento cerebral, das reações emocionais e psicológicas, das relações sociais e todo um cenário de desorganização e sofrimento familiar. Consequentemente, o diagnóstico e o gerenciamento dessa doença, especialmente dos casos mais graves, são complexos.
            O programa Via Terapêutica foi organizado para diagnosticar a dependência química e as eventuais comorbidades psiquiátricas associadas como depressão, ansiedade, e em especial o frequente dano cerebral que ocorre devido ao consumo prolongado de substâncias.

    Saiba Mais

    Internação Compulsória

    É sempre determinada pelo juiz, não é necessária a autorização familiar, depois de pedido do médico, declarando que a pessoa não tem condições físicas e psicológicas decorrentes do uso de substâncias.

    Internação Voluntária

    A pessoa solicita a própria internação, consente, e deve assinar uma declaração que optou pelo tratamento. Mesmo assim, deverá ter um familiar consanguíneo participando do tratamento. A alta se dá a pedido do paciente ou pelo médico responsável. A internação voluntária pode tornar-se involuntária, e o paciente não poderá sair do estabelecimento sem autorização.

    Internação Involuntária

    É quando ocorre sem o consentimento da pessoa, a pedido e autorizado por pessoas consanguíneas – pai, mãe, irmão, tio, avô – e aceito pelo médico psiquiatra. A internação involuntária não é tratamento involuntário. A equipe e a instituição deverão estar preparadas para tornar voluntário o tratamento, levando o paciente a aceitar e entender a necessidade de tratar-se.
    Deverá informar em 72 horas, ao Ministério Público do estado, sobre a internação e seus motivos. Ela é necessária quando a pessoa, tomada pela dependência e efeito das drogas, não consegue distinguir o bom do ruim, o certo do errado, o que lhe faz bem e o que lhe faz mal, podendo sofrer consequências graves, inclusive a morte.

    Níveis de Intensidade da Dependência Química

    Leve

    Características comuns:
    O uso habitual começa a afetar a vida do usuário, porém ainda mantém vínculos importantes como trabalho e estudos, além doseu relacionamento social e familiar estaremrelativamente estáveis.

    Comportamento sobre o problema:

    Entende que está exagerando e precisa de suporte profissional para controlar a situação. Pode estar motivado à mudança.

    Tratamento indicado:
    Nestes casos não há necessidade de internar o paciente. Estes vínculos preservados serão fatores importantes para o sucesso no tratamento ambulatorial. Neste modelo, o paciente é atendido individualmente e escolhe os dias e horários. O projeto terapêutico inclui processo de desintoxicação, medicamentos fitoterápicos, psicoterapia , avaliação psiquiátrica e coaching para desenvolvimento de habilidades com foco na carreira profissional.

    Moderada

    Características comuns:
    Falta de comprometimento com horários, trabalho e atividades cotidianas. Abusos exageros no consumo de álcool ou drogas. Sofre alterações de humor repentinas pela abstinência.

    Comportamento sobre o problema:

    Pode apresentar pré-disposição ao tratamento por incentivo de familiares, amigos ou empregador.

    Tratamento indicado:
    Há necessidade do afastamento do núcleo de influência e precisa de maior período para desintoxicação, desta forma o tratamento tem a primeira etapa em regime de internação continuada. Em seguida, este paciente recebe o acompanhamento ambulatorial para previnir as recaídas e ter suporte terapêutico para reorganizar sua nova rotina. Em alguns casos é possível a recuperação apenas com o plano de tratamento ambulatorial.

     

    Grave

    Características comuns:
    Apresenta sinais (físicos e comportamentais) que não pode viver sem usar drogas ou álcool. Negligência total de vida social, familiar e profissional. Perda momentânea da capacidade de decisão e discernimento.

    Comportamento sobre o problema:

    Rejeita qualquer possibilidade de ajuda profissional. Perda da liberdade de escolha.

    Tratamento indicado:
    Pode ser necessária a intervenção involuntária com internação continuada. O paciente é levado à clínica por equipe de resgate (própria), em seguida passa por período de desintoxicação, avaliação de médicos clínicos e psiquiatras para reabilitação física e mental. Inicia o projeto terapêutico em atividades com sessões de psicoterapia individual e em grupos. Após a internação, o paciente deve prosseguir seu tratamento com o acompanhamento psicoterapêutico em nossas clínicas ambulatoriais.



    Copyright © 2014 - 2020 - Via Terapêutica - Todos os direitos reservados
    Desenvolvido por: